Descodificar a natureza, construir ideias

Philippe Starck, o arquitecto e designer responsável por algumas das peças mais icónicas alguma vez desenhadas para marcas como a Kartell e a Alessi, foi convidado a colaborar com uma nova empresa, a Corticeira Amorim. Segundo uma abordagem curatorial definida pela experimentadesign, em Lisboa, este novo projecto intitulado City Cortex permitirá ao visionário criador utilizar um material sem precedentes no seu portfólio: a cortiça.

No início deste ano, Starck enveredou pelo universo Amorim, visitando fábricas e showrooms no norte de Portugal, onde a empresa aplica todo o seu know-how para criar produtos com base em cortiça que têm, ao longo dos anos, revolucionado o modo como interagimos com este material.

© Ricardo Gonçalves

 

A Corticeira Amorim actua num universo extremamente vasto, posicionando a cortiça como a matéria-prima mais sustentável e versátil que existe. Esta visita permitiu a Philippe Starck compreender a fundo o quão vastas são as utilizações de cortiça nos dias de hoje – de rolhas optimizadas por tecnologia de última geração a implementações em foguetões e naves espaciais, grandes infraestruturas, coberturas de chão e parede e objectos para uso quotidiano.

Tendo sido desafiado a desenhar uma peça inovadora para a cidade de Nova Iorque, ao final do dia da Starck já recolhia ideias de utilizações possíveis para este extraordinário material. A cortiça é um material com um potencial que extravasa as rolhas para garrafas; e a contribuição de Philippe Starck nessa vertente de aplicação alternativa irá sem dúvida marcar um ponto de viragem na indústria.

© Ricardo Gonçalves

© Ricardo Gonçalves

Voltar